Empreendedorismo no Brasil: como funciona? - Triplos

Detalhe do blog

Home-Gestão de empresas-Empreendedorismo no Brasil: como funciona?
empreendedor no brasil e triplos tecnologia

Empreendedorismo no Brasil: como funciona?

Compartilhe:

O empreendedorismo virou uma tendência no Brasil. Um país com mais de 12 milhões de desempregados, e muitos ainda na empregabilidade informal, exige uma saída para o empreendedorismo.

Percebe-se, assim, um empreendedorismo no Brasil por necessidade nos dias atuais. Falta de emprego, oportunidades e perspectivas obrigaram que uma grande parcela da população acabe priorizando empreender.

Tanto é essa necessidade que uma pesquisa realizada pela GEM (Global Entrepreneurship Monitor) mostrou que o Brasil chegou a 38% na TTE, o que eles chamam de Taxa de Empreendedorismo Total.

Isso significa dizer que cerca de 52 milhões de brasileiros possuem uma empresa própria, seja ela do micro ao macro. Esse número, inclusive, tende a aumentar nos próximos anos.

Então, como funciona o empreendedorismo no Brasil? É isso que a Triplos busca responder com este artigo.

O empreendedorismo para o brasileiro

Empreendedorismo já é um assunto rotineiro para o brasileiro. De acordo com pesquisa, cerca de 70% dos brasileiros almeja ter o próprio negócio. Ou seja, aquela taxa de 38% definitivamente aumentará conforme o passar dos anos.

No entanto, grande parte das empresas brasileiras são formadas por micro e pequenos negócios – majoritariamente microempresas. Assim, o perfil empreendedor no Brasil é voltado muito mais para o empreendedor solitário, com um funcionário no máximo.

Para alcançar resultados expressivos, é fundamental expandir. A contratação de capital humano pesa no bolso do pequeno empreendedor.

Portanto, a principal medida adotada, comumente, é a implementação da tecnologia. Os softwares ERP têm sido um grande agregado ao microempreendedor, uma vez que ele ganha um braço direito que antes não havia.

Dessa forma, o empreendedorismo na raiz brasileira ainda é algo muito recente. O número de empresas começou a crescer há poucos anos, ideais foram se sobressaindo e transformadas em um negócio.

Tipos de empreendedorismo no Brasil e no mundo

É sempre interessante se identificar com um ponto de partida para, assim, estabelece-se um caminho a seguir. Com qual tipo de empreendedor você se identifica? Separamos os três tipos e suas respectivas características para você avaliar.

Empreendedor social

Dentro da sociedade, inúmeros problemas afetam o cotidiano das mais diferentes pessoas. Nesse tipo de empreendedorismo, visa-se a promoção de mudanças em um âmbito social; abrangendo o todo.

Dessa maneira, através de uma ideia ou algo inovador, o empreendedor social promove um aprimoramento direto a um grupo de pessoas visando a benesse geral, como, por exemplo, qualidade de vida, acessibilidade ao lazer, soluções ambientais e assim por diante.

Empreendedor individual

Tido como o mais comum tipo de empreendedorismo. O termo reflete diretamente a criação e administração de negócios, sejam eles inovadores ou não.

Por meio disso, o empreendedor individual terá a tarefa de criar novas empresas, garantir seu desenvolvimento e definir sua concretização como ideia.

Empreendedor corporativo

O empreendedor corporativo é o sinônimo direto da inovação. Identificar, desenvolver e implementar. Esses são os passos para alcançar a solução e enxergar oportunidades, ações e execuções.

Pode ir desde a exploração de um nicho de mercado pouco explorado ou, dentro de nichos existentes, aperfeiçoar os processos, tornando-os mais eficientes.

Benefícios do empreendedorismo

  • Estímulo direto do desenvolvimento de um grupo de pessoas;
  • Contribuição para o aperfeiçoamento do ambiente local;
  • Promoção de auto realização de quem implementa a ideia;
  • Amplia a base técnica e tecnológica;
  • Soluciona problemas de forma mais eficiente;

Triplos Tecnologia alinhada ao empreendedorismo

Para polir aquela ideia, é necessário não errar no momento do planejamento. O software ERP tornou-se, atualmente, um braço direito do empreendedor, e, por isso, virou indispensável, seja para o micro, pequeno, médio ou grande empreendedor.

Com a possibilidade de configurá-lo por módulos, o empreendedor utiliza a essência do que ele precisa. Dessa maneira, o empreendedorismo no Brasil evoluiu, e sua ideia se concretiza.

Gostou do artigo? Deixe um comentário!

Ainda não sabe: O que é Empreendedorismo? Clique aqui!

Compartilhe:

Deixe o seu Comentário